A arte de negociar e a importância de buscar seus interesses



O texto escrito por Eduardo Ricardo (2011) faz um excelente exercício de desembaraçar conceitos como Lobby e Advocacy na esfera dos assuntos públicos. Como tratamos em alguns artigos do nosso blog, é vital que todos – do cidadão às grandes corporações – saibam o quão importante é buscar a defesa dos interesses. É economicamente e tecnicamente inviável que as políticas públicas (e aqui entendendo este conceito como políticas que, no geral, tratem de reorganizar, criar, corrigir ou atualizar situações e cenários) consigam contemplar as necessidades de todos os grupos. Não temos como escapar: a administração pública envolve escolhas trágicas. Isto é, em um panorama de demandas infinitas com recursos finitos, alguns grupos podem perder ou não conseguirem os recursos (e não apenas financeiro). Nas palavras de Eduardo (2011)

“(…) devemos compreender que em políticas públicas não existe o win-win, ou uma solução na qual todos sairão ganhando, algo falacioso e hipócrita, recorrente nos nossos processos decisórios: sempre existirão ganhadores e perdedores (DA PATRI, Eduardo Carlos Ricardo Relações Governamentais, LOBBY E ADVOCACY no Contexto de Public Affairs, pág. 133).”

A importância sobre a defesa dos interesses deve povoar cada vez mais os debates. Já passou da hora de encararmos que a disputa de determinadas pautas em detrimento a outras não é só realizada como também é, desde que dentro dos limites jurídicos, uma prática democrática. Seja por meio de lobbying (argumentação e negociação diretamente com os legisladores e tomadores de decisão) ou advocacy (feita de forma indireta e através de mobilização da opinião pública na busca por ganhos), é necessário pensarmos nisso.

Enfim, sabendo da importância que esta prática possui, soluções e ferramentas estão sendo criadas e desenvolvidas para auxiliar e incentivar a defesa dos mais diversos interesses dos mais diversos grupos. Cabe a nós cidadãos e profissionais de Relações Governamentais debatermos para desmistificar esta prática e analisarmos seus avanços, vantagens, desvantagens e limites.


Copyright (c) 2016 - 2019, Openlex.
Construído com ♥ em São Carlos, A Capital da Tecnologia