A vantagem estratégica do monitoramento legislativo

Setores privados e públicos, entidades de classe e 3º setor que realizam monitoramento legislativo possuem vantagem estratégica com relação àqueles que ignoram ou desconhecem a importância desse processo.

Para se ter uma ideia, em média, apenas na esfera federal mais de 4 mil projetos de lei são propostos por ano e eles podem influenciar diretamente seus interesses. Ignorá-los pode custar caro, pois projetos de lei aprovados podem originar leis e normas que alteram o modo de funcionamento de um setor, gerando dificuldades operacionais ou até mesmo inviabilizando projetos que podem acarretar em seu fechamento.

Muitas pessoas não sabem ou ignoram a importância de acompanhar as proposições e desconhecem as oportunidades de levar suas demandas para os legisladores, bem como debater com eles sobre as possibilidades de adequação a um novo projeto de lei.

O fato é que, este desinteresse faz com que grupos que se preocupam com o monitoramento legislativo ocupem, cada dia mais, estes espaços colocando suas necessidades para os legisladores. Em outras palavras, abrir mão de acompanhar a proposição e tramitação dos projetos de lei é perder a possibilidade de pautar e debater a agenda junto aos legisladores sobre temas que são sensíveis a seu grupo ou setor.

Sabemos, contudo, que fazer o monitoramento de um grande volume de dados manualmente demanda recurso, é trabalhoso e está sujeito a falhas. Por estes motivos é importante que as instituições que trabalham com relações governamentais, possuam uma plataforma de monitoramento legislativo eficaz, confiável e que organize este grande volume de informações de maneira transparente e fácil.


Acompanhe nossas novidades!

Assine nossa newsletter e fique por dentro da política brasileira.